sábado, 29 de setembro de 2012

O Curso em Manaus


video
Decisões sérias e informações corretas só são boas quando estão bem fundamentadas não se determina por querer e sim por SABER.


Mais uma vez aprendi tanto ou mais do que ensinei, as pessoas teem esse dom, extravasar. Foi o curso mais longo que dei e não era o de maior número de participantes, mas ele tinha pessoas INTERESSADAS em aprender e isso faz a diferença.

Vamos agora a outras coisas que como esta também fazem grandes diferenças e nos levam a “Shakespeare ser ou não ser eis a questão”.
Soube que teve pessoas que não fizeram sua matrícula e disseram: “isso não pode ser Revenue Management, (mais um dos que acha que Revenue é como receita de bolo) Revenue Management é como um MBA, e não pode ser ensinado em um dia”. Não, nos dias de hoje não é como um MBA – é um MBA, por favor, entendam de uma vez algo que eu vivo repetindo e a frase não é minha é de um Doutor em Revenue Management e tudo o que o cerca, eu apenas concordo com isso e repito o que com Ele aprendi:
Revenue Management é por si só o inicio e o fim de toda a Política / Modelo de negócio Hoteleiro e como tudo tem um início, mas neste caso não tem fim.
O Revenue Management não depende do Gerente Comercial, muito menos do gerente de Marketing, não tentem reinventar a roda REVENUE MANAGEMENT é de Obrigação e atribuição do Gerente Geral, Diretor de Operações, ou Administrador. (Desde que estes sejam realmente profissionais). Mas não podem nem devem esquecer os outros Gerentes em todo o processo.”
É esta a Filosofia que me permite afirmar com toda a segurança: “Não há hotéis que não deem lucro, há hotéis mal Administrados” – e eu provo e sem investimento inicial significativo por parte dos interessados.

Mas respondendo à pessoa que disse que não podia ser RM, é sim minha Senhora é Revenue Management de Verdade sério e rentável, só que eu ensino como se implanta o sistema e como se desenvolve com fundamentos e consistência sem milagres ferramentas mirabolantes ou marketing já que Revenue Management para todos os que sabem é Muito Analítico e pouco comercial e nada Marqueteiro – Não é abstrato é real e se fundamenta em dados, análises e trabalho direcionado. Para aprender precisa, não só gostar de números como saber o que fazer com eles. E na maravilhosa capital do Amazonas tive o prazer de deixar mais algumas pessoas que realmente sabem como se implementa o sistema e como este se desenvolve e pasmem no meio havia pessoas que não eram da hotelaria, nem da aviação, nem de nenhum outro ramo que imaginam, mas de uma das outras dezenas de empresas que se podem beneficiar com esta Filosofia de gestão.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Revenue Management É muito sério.

Para quem acompanha as minhas postagens, o título desta não é novidade, e se não é com as mesmas palavras é com certeza com o mesmo sentido.

As palavras abaixo são a transcrição na integra no melhor estilo copia e cola, escritas por um profissional com formação superior em Hotelaria e que como muitas outras pessoas recebeu um e-mail marketing de uns "marketeiros", especialistas em Marketing. e que, não mais que de repente resolveram aparecer no mercado como Especialistas em Revenue Management como se isso fosse simples assim. Leiam então as palavras de quem conhece:

“Estou simplesmente chocado com a tamanha cara de pau das pessoas... Rui...sincera e honestamente falando: NÃO HÁ COMO SER SUTIL E ELEGANTE NESSAS HORAS.
É notório a carona que estão pegando no projeto que a INTRODUÇÃO AS APLICAÇÕES DO RM QUE VC PASSA NO CURSO - sendo uma platéia formada por gestores eles entendem o recado com clareza, - sendo eles OPORTUNISTAS, fazem de conta que captaram a mensagem e acham que vão saber repassar as técnicas, e MERGULHAR FUNDO NAS TÉCNICAS DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO POR RM.....gente!!!!! Que absurdoooooooooooo!!!!!!!!!!!
Nos meus 4anos e meio dentro da Aupin Beau Soleil - RM é dado em 6 meses.... ou pelo menos conhecemos os elementos que levam a uma RM eficiente.... para CONSIDEREAR-SE ESPECIALISTA OU PROFISSIONAL DA ÁREA....é necessário mais um ano de estudos e mais um ano de estágio e aplicação mercadológica e análise de gráficos dos empreendimentos hoteleiros - com quadro comparativo antes da alimentação e gestão eficiente e depois que as técnicas de conhecimento numérico e gestão que o RM provoca nos números do hotel.... isso para falar de maneira genérica.... pois a o nível de exigência para o Revenue Management, é de fato bem mais elevado.... Conhecer as ferramentas é uma coisa, saber o que fazer com elas é outra, mas saber para onde ir e onde se quer chegar com o RM...isso é uma coisa que necessita uma MUDANÇA GERAL DE ATITUDE.... MAS ESTA PRECISA VIR DO TOPO DA PIRÂMIDE DA ADMINISTRAÇÃO/HIERAQUIA HOTELEIRA....

A PROPOSTA AQUI APRESENTADA, PASSA MUITO, MUITO, MAS MUITO LONGE DAS SALAS FRIAS E ANALÍTICAS DO REVENUE MANAGEMENT DE VERDADE - ..... Sinceramente Rui, EU ME SENTI OFENDIDO, E COLOCARIA UMA POSTAGEM NO AR.....Se der resultado bem, se não, pelo menos as pessoas estão sendo alertadas....
Sinceramente....
Colocar a boca no trombone é uma condição IMPERATIVA 

Sinceramente..... DETONA ELES RUI!!!!!!!” - 


Mais um e-mail, prece que os marketeiros de plantão estão na minha rota - o problema é enganarem pessoas esclarecidas, mas sempre há os que caem nesses contos do vigário. Não é este caso.
Outro E-mail de um profissional abordado:

Caro Rui!

Eles nada mais querem que fazer dinheiro!

Escrevem e falam bonito pra atrair ignorantes.... (Infelizmente, em determinado momento paga o justo pelo pecador, mas passa.)

Não precisa Amigo, dizem em Portugal: é mais fácil pegar um mentiroso que um cocho," em breve as pessoas vão entender que os princípios deles são puramente Marketing e Vendas pois é no que são realmente Ótimos profissionais.
Mas como as suas colocações sobre Revenue Management estão irrepreensíveis, e isso meus quase trinta anos de uso dessa filosofia me permite dizer, vamos aguardar eles caírem sozinhos, e os motivos são dois, 1º o Revenue Management é muito analítico e pouco comercial - 2º vc não sustenta ferramentas sem um sistema, e eles apresentam no máximo ferramentas..

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

A Administração Hoteleira:


Há muitos Gestores, se formam como e quando é possível centenas a cada ano ou quase, e no mercado nos deparamos com Empresários insatisfeitos, gestores por sua vez trocando de posições e igualmente descontentes, pois não conseguiram colocar em prática o que acham que aprenderam, e até talvez tenham aprendido só que isso não significa que saibam fazer.
Por outro lado investidores acompanhados de consultores financeiros que não conhecem Hotelaria e mostram dezenas de relatórios bonitos, outros nem tanto e querem convencer seus pagadores de que aquilo é assim, quando na prática tudo é bem diferente disso. Na sua maioria esses consultores se transformam e “moços de recados” e levam os recados normalmente para as pessoas erradas, pois eles não sabem como atingir os resultados que escreveram nos relatórios e em sua prepotência dizem para um Gerente comercial, por exemplo: “você tem que passar a sua ADV para “X”, perguntados como fazer eles prepotentemente respondem, você é pago (a) para isso.
Assistimos assim a um chorrilho de impropérios e de colocações errôneas jamais vistas, mas é isso que está no mercado. O consultor não sabe, e devia como aumentar a diária média, nenhum executivo dá uma ordem sobre o que desconhece, logo temos aqui o já colocado (mocinho de recados engravatado) não é vendendo que se aumenta esta, mas o Gerente comercial tem participação sim, só que como o nome diz a parte dele é comercializar.
Este é de uma forma geral o mercado que temos por aí. Cheio de despreparados desde o investidor mal assessorado ao gestor que tem tudo para aprender. Ele só tem um curso isso ajuda muito, mas não o capacita.
Paralelo com este quadro temos os oportunistas que nem sequer percebem que se os ventos mudarem, a “pseudo eficiência” deles muda também. Que eficiência é essa? A da ignorância do desconhecimento da do COMO FAZER.
Entendam uma coisa importante, quando falamos em Administração e mercados, não estamos aqui para reagir a acontecimentos e sim para que os mercados reajam à nossa forma de Administração ou nós estamos administrando de “mentirinha”.
Para Hotelaria, Companhias Aéreas, Locadoras de Automóveis, Restaurantes, Empresas de Eventos, Clubes de Golf, Algumas empresas de Manufatura, Frigoríficos e mais umas dúzias de outras, a forma de Administração mais eficaz é de longe e sem dúvida o Revenue Management, mas, por favor, vamos nutrir-lhe o respeito que merece, e não segmenta-lo.
É acima de tudo uma Filosofia de Gestão que para ser bem implementada precisa vir de cima, é muito analítico e pouco comercial, mesmo no Brasil de Hoje permite-nos trabalhar com preços para cinco anos no mínimo com muita tranquilidade e vantagem, não nos obriga a reações bruscas e inesperadas. Mas mesmo nos mais elevados meios acadêmicos trata-se de uma disciplina de Alta Administração e de MBA, onde infelizmente uma minoria consegue trafegar pela sua complexidade abrangência e eficiência.
Trata-se de um processo Administrativo que quando e se bem implementado a sua sequência tem muitas lógicas e assim seus resultados são a médio e longo prazo e seus balanços anuais são sempre crescentes – Não há espaço para as frases dos fabricantes de desculpas “Há!!!! Mas os tempos eram outros” não tem nada a ver com os tempos, trata-se de dificuldades de mercado e ou você está apto para enfrenta-las e quase não as sente ou você não está e acaba perdendo o emprego....
Um pouco de realidade para o Fim de Semana do 7 de Setembro.